Pular para o conteúdo principal

Destaques

10 coisas que ninguém conta para a noiva

Gente esse texto da Ruth Manus que saiu no Estadão ontem está demais mesmo.

Na verdade, o texto se refere especificamente do dia do CASAMENTO... Tem muitas coisas, dos preparativos, que ninguém conta também. Quem sabe me empolgo e escrevo sobre isso em breve.

Enquanto isso veja as dicas



Tráfico de informações privilegiadas para noivas

Nunca achei que eu tinha muita vocação para ser noiva, preparando pacientemente cada detalhe de uma festa. Me casei no mês passado e confirmei toda a minha suspeita de não achar a menor graça em escolher cor de toalha de mesa, espessura do papel do convite e arranjo para o cabelo. Eu escolhi, mas confesso que preferia estar tomando uma cerveja, comendo batatinha e falando bobagem. Tudo bem, deu tudo certo.
Mas ao longo do processo/parto de preparação do casamento as pessoas me diziam mil coisas: você vai surtar, você vai emagrecer, toda noiva emagrece, toda noiva fica nervosa, a festa vai passar em um segundo, você vai querer suas amigas perto de você, v…

RSVP - Serviço de Confirmação de Presença - Campinas


R.S.V.P. vem do francês: "répondez s`il vous plait", que significa "responda, por favor". A pessoa que enviou o convite deseja saber se você vai aceitá-lo ou não, ou seja, ela quer saber se você vai comparecer ao evento. As regras de etiqueta seguidas na maioria das culturas ocidentais diz que ao receber um convite formal por escrito, você deve responder imediatamente, se possível no mesmo dia. Do ponto de vista prático, este procedimento é muito importante para anfitriões que estão planejando um jantar, um casamento ou uma recepção, pois precisam saber quantas pessoas estarão presentes e a quantidade de comida e bebida que devem providenciar. Ainda mais importante é a delicadeza de responder a alguém que foi tão gentil em convidá-lo, mesmo que seja só para pedir desculpas pelo não comparecimento ao evento.
Alguns convites de casamento já vêm com um cartão de resposta, que você pode enviar de volta assim que recebê-lo. Outros vêm com o número de telefone do anfitrião para que você possa telefonar dando sua resposta, embora a etiqueta diga que um convite por escrito requeira uma resposta também por escrito. Atualmente, os convites costumam vir com uma anotação no final indicando que você só deve responder caso não possa comparecer ao evento. Isso significa que ele conta com sua presença, a menos que você o informe o contrário. Algumas pessoas usam a sigla "R.S.V.P." como um verbo, como em "Você RSVPou o convite?"
Você deve estar se perguntando por qual motivo usam-se as iniciais de uma frase em francês em um convite escrito em outro idioma. Você poderia dizer que os franceses "inventaram" a etiqueta, embora isso fosse simplista, uma vez que regras de etiqueta sempre existiram nas civilizações. Na verdade, um diplomata italiano, Conte Baldassare Castiglione, escreveu o primeiro livro sobre comportamento adequado entre a nobreza no século XVI. No entanto, muitas das práticas de etiqueta ocidental vêm da corte francesa do Rei Luís XIV no final do século XVII e início do XVIII. Em Versailles, seu palácio, Luís XIV mantinha regras de comportamento para a corte escritas no que os franceses chamavam de "bilhetes" ou "etiquetas". Os bilhetes eram cartazes fixados nas paredes do palácio ou convites para eventos da corte com as regras de comportamento impressas no verso. Especialistas contam diferentes versões para a origem disso. Além disso, o francês era a língua do refinamento e da alta sociedade no século XIX nos Estados Unidos. Judith Martin, autora de livros de etiqueta e colunista de um jornal, conhecida como "Srta. Boas Maneiras" acha que "R.S.V.P." é uma forma educada de lembrar as pessoas de algo que já deveriam saber: Ao receber um convite, devemos dar um retorno.

A Ma Sweet Cases oferece serviço de confirmação de presença ativo e receptivo.
Para a cidade de Campinas/SP
Entre em contato mirelagoi@gmail.com e solicite um orçamento.

Comentários

Postagens mais visitadas